10 Dicas sobre Munique na Alemanha

18 de agosto de 2019
Destinos Internacionais

Fala, viajante! Hoje vamos falar de um destino incrível na Alemanha: Munique, a capital da Bavária.

Quando se pensa nessa cidade, a primeira coisa que vem à mente é a famosa Oktoberfest que, de fato, atrai a atenção de viajantes do mundo todo, mas Munique é muito mais do que isso! Os famosos Biergartens e suas cervejas são grandes atrativos para esta cosmopolita cidade, além de palácios, galerias, igrejas e museus com estilos artísticos diversos, o que deixa o visitante fascinado!

As áreas verdes abertas ao público são imperdíveis. Diferente do que se pensa, o alemão do Sul gosta de estar junto, de se confraternizar e isso reflete no seu tratamento ao turista (sério, me senti muito à vontade na cidade). Antes de darmos as dicas de viagem, falarei um pouco sobre a história de Munique:


Ela é a capital da Baviera desde 1503, século XVI. Atualmente é a terceira maior cidade alemã. Ela é datada desde o século 12 e no final da idade média, se tornou notável por conta de sua forte economia e foi muito relevante para o movimento renascentista na Alemanha. Infelizmente sua história não é marcada apenas por coisas boas. A cidade foi sede do partido nazista e essa história, infelizmente, a gente conhece bem, não é?! Hoje muitos monumentos e edificações que marcaram esse período, foram destruídos ou reformados e a cidade é um dos principais destinos dos brasileiros na Europa.

Quando eu fui à Munique, busquei diversas dicas em sites para montar um bom roteiro, mas seria bem melhor encontra-las em um só local, concorda? Por isso vou disponibilizar aqui as 10 principais dicas do que você precisa saber para a sua viagem, além de alguns dados gerais para que você curta tudo da melhor forma possível! Vamos lá?!

Fachada de um dos edifícios na Mariemplatz.

1– Sobre a Língua e Moeda: A língua oficial é o alemão, mas por ser uma das principais cidades da Alemanha, o inglês é muito falado por lá (principalmente pelos jovens). A moeda é o Euro, pois o país faz parte da União Europeia.

2- Serviços e gorjeta: Em relação a gorjeta, o aconselhável é de 5 a 10% para restaurantes bacanas, já em bares, apenas arredonde a conta. Agora se for aquela típica comida de balcão ou fast-food, não é necessário o pagamento e em caso de um mal atendimento (seja em bar ou restaurante), apenas não deixe gorjeta, rs!

3- Visto de Turista: Os brasileiros não precisam tirar visto antecipadamente e nem pagar taxa alguma. A Alemanha faz parte do Espaço Schengen… “tá bom, André. Mas o que é isso?” Calma que eu te explico! Esse termo se aplica ao Acordo Schengen que foi assinado por alguns países na Europa e que dá a livre circulação de pessoas entre os mesmos. Vale ressaltar que o prazo máximo para o visitante brasileiro se manter dentro dessa área é o de 90 dias, num período de 180 dias (ainda tem dúvidas? Iremos fazer um post em breve com as dicas específicas sobre Espaço Schengen. Fique [email protected]!).

4- Sobre custos gerais: Quanto mais próximo do centro, mais caro você paga na hospedagem ainda mais se for em épocas de eventos. Se você é um viajante econômico, minha sugestão é a de se hospedar em bairros mais afastados (sim, você consegue achar quartos por até 60,00 euros por dia).

Já os gastos em relação à alimentação, atrações e transporte, giram em torno de 50,00 euros por dia (média para duas pessoas), levando-se em consideração uma viagem econômica. Para uma refeição no famoso formato ‘bbb’ (bom, bonito e barato, rs), aí vai uma dica de ouro… existem restaurantes de comida chinesa, mexicana e de outras nacionalidades nas imediações da estação Münchner Freiheit! Essa é uma ótima opção para se comer bem e não gastar muito ;).

5- Meios de transporte e suas peculiaridades: É muito fácil e tranquilo se locomover em Munique, pois a cidade possui diversas formas de transporte, entre eles estão o metrô (U-BAHN), o VLT (S-BAHN), os bondes (Strasse-BAHN) e os ônibus. Esses meios são integrados, ou seja, se você comprar o ticket MVV, terá acesso a todos.

Em relação ao ticket, existem algumas modalidades que você deve levar em consideração ao adquiri-lo. Existe o individual ou para grupos, nas funções ‘diário’, ‘semanal’ ou ‘mensal’, mas isso tudo vai depender de quanto tempo você ficará na cidade e de quão distante você estará do centro, por exemplo. 

Está perdido e não sabe para qual estação ir? Nas mesmas você encontrará mapas que te auxiliarão nesta parte!

Vista aérea da cidade de Munique!

6- A melhor época para se conhecer Munique: Essa é uma questão extremamente pessoal! Há quem diga que o verão é a melhor época para se visitar a Europa. Claro que os dias são mais longos e mais firmes em relação ao tempo, mas acredite, o calor é intenso, dependendo do lugar que você vai (digo isso por experiência própria). Quando eu fui à Munique, era inverno e posso dizer que foi uma experiência maravilhosa. Como eu disse, isso é muito pessoal… eu, particularmente, gosto do frio, mas algumas pessoas preferem climas mais quentes, de fato. Então se eu puder indicar as melhores épocas para visita, pensando na média geral, seriam as estações da primavera e primeira metade do outono (de março à junho e de setembro ao início de novembro), nesse período você evita o calor do verão e também foge do inverno intenso.

7- O tempo necessário para se conhecer a cidade: Essa também é uma questão muito particular e está totalmente ligada ao seu planejamento de viagem. Munique, assim como outras principais cidades europeias, tem muitos pontos turísticos interessantes e é permeada de história. O indicado são, no mínimo 3 dias para que você possa conhecer os principais pontos da cidade, mas se você deseja conhecer outros destinos ‘bate e volta’ a partir de Munique, a sugestão é acrescentar mais um dia pra cada um deles.

8- Chegando em Munique: Se você está vindo do Brasil, seu desembarque será, muito provavelmente, no aeroporto Franz Josef Strauss, Hub da Lufthansa e que fica a 28km do centro da cidade. Aqui vai uma super dica: tanto na chegada quanto no retorno, utilize o VLT deles (S-BAHN), uma opção confortável e mais em conta
Outra opção é ir de trem que parte de outras cidades da Alemanha e de outros países, inclusive! Agora se você já está na Europa e quer visitar a cidade, existem três opções principais: voos low costs (empresas que operam voos internacionais a baixo custo), ônibus e trem.

Mas qual seria a melhor? Depende muito do tipo de viagem que você está fazendo. Se você deseja economizar, deverá optar pelo ônibus (sim, eles fazem trechos internacionais) ou voos low costs (já houveram promoções relâmpago em que a passagem saía a 3,00 euros, sério!). Se você optar pelo trem (opção que demandará um investimento maior), seu ponto de chegada é a estação central de Munique, também conhecida como Hauptbahnhof.

9- Sobre os principais e imperdíveis pontos turísticos: O ponto turístico mais famoso de Munique é a suntuosa Marienplatz (praça de Maria, em livre tradução). Ela abriga o prédio da prefeitura da cidade, o Neues Rathaus, que chama atenção por seu estilo neogótico e por seu famoso relógio! 

Um outro ponto muito famoso da cidade é a Catedral de Munique que fica bem próxima à Marienplatz. Sua construção data de 1468, porém com a segunda grande guerra, a mesma foi muito danificada e por isso foi reconstruída após esses eventos!

O Palácio Residenz também é um ponto interessante, o mesmo situa-se no centro da cidade. Ele servia de residência oficial dos Duques, eleitores e Reis da Baviera!

Aos amantes de futebol, o Estádio Allianz Arena é uma ótima opção de passeio. Ele é a casa oficial do Bayern de Munique e do TSV 1860.

Outra visita imperdível é ao Palácio Nymphenburg: a casa de veraneio dos governantes da Baviera. Ela conta com um interior luxuoso e um jardim próprio de tirar o fôlego!

A Hofbräuhaus am Platzl é um restaurante e cervejaria muito importante para a cidade! Marcada pela história, sua  fundação data de 1589. O lugar serviu como palco de reuniões do Partido Nazista, onde em 24/02/1920, Hitler apresentou o “programa de 25 pontos”, aprovado por cerca de 2 mil pessoas. Hoje em dia, nela você encontra comidas típicas da região da Baviera e uma das cervejas mais conhecidas de Munique.

Se você gosta de passeios ao ar livre, uma ótima opção de é o Englischer Garten, um dos maiores parques urbanos do mundo (maior, inclusive, que o Central Park em NYC e o Hyde Park em Londres). No parque você encontra inúmeras opções de lazer, até o surf é praticado nele!

O Englischer Garten, um dos maiores parques urbanos do mundo.

Uma curiosidade sobre Munique, é que a fábrica da BMW encontra-se na cidade. Juntamente à mesma, existe um museu da marca, com mais de 5 mil metros quadrados e que se dedica à história dos seus carros.

Uma outra opção de lazer é o Olympiapark que foi construído para sediar as olimpíadas de 1972. O maior destaque do mesmo, além de todas as demais atrações que ele oferece, é a Torre Olímpica que te da uma visão privilegiada da cidade! 

A Karlsplatz é o coração da cidade. A mesma fica na estação mais importante de Munique e é ponto de encontro dos jovens, principalmente aos fins de tarde. De lá você tem a visão para um dos portões da cidade e também tem acesso à famosa rua Neuhauser Strasse.

10- Outros destinos a partir de Munique, os famosos ‘bate e volta’: Existem alguns passeios clássicos que podem ser feitos por quem está em Munique. Os mais conhecidos e interessastes são Salzburg, na Áustria, a famosa cidade de Mozart. O Castelo de Neuschwanstein, do Rei Ludovico II, que fica na pequena cidade de Füssen (ele serviu como inspiração para o castelo da Cinderela no Magic Kingdom) e o campo de concentração de Dachau, o primeiro feito por Hitler e que serviu como modelo para os demais.

Dica extra: Quanto ao plugue de tomada, o utilizado não só na Alemanha, mas também em quase toda Europa, é o C (nosso antigo padrão), aquela de dois pinos, lembra? Então #ficaadica, leve um adaptador, caso o seu eletrônico tenha uma saída diferente.

Conhecer Munique é, de fato, uma experiência única e incrível. Quando for à Alemanha, reserve um tempo para esta cidade cheia de história e beleza!

André Oliveira

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Open chat
1
Olá, podemos te ajudar?